23
Jan 10

 

 

Zé: Bença padre.


Padre: Deus o abençoe meu filho.


Zé: Padre, o sr. lembra do João pintor?


Padre: É claro meu filho..

Zé: Pois é Padre, o João veio a falecer.


Padre: Que pena, morreu de quê?

Zé: Olha, Padre. Eu moro numa rua sem saída e minha casa é a última. Ele desceu com o carro e bateu no muro lá de casa.


Padre: Coitado, morreu de acidente.

Zé: Não, ele bateu com o carro no muro e voou pela janela. Caiu dentro do meu quarto e bateu a cabeça no meu guarda-roupa de madeira.


Padre: Que pena, morreu de traumatismo craniano.

Zé: Não Padre, ele tentou se levantar pegando na maçaneta da porta que se soltou e ele rolou escada abaixo.


Padre: Coitado, morreu de fraturas múltiplas.

Zé: Não Padre, depois de rolar a escada ele bateu na geladeira, que caiu em cima dele.


Padre: Que tragédia, morreu esmagado.

Zé: Não, ele tentou se levantar e bateu as costas no fogão que tombou derramando a sopa que estava fervendo em cima dele.


Padre: Coitado, morreu queimado.

Zé: Não Padre, no desespero saiu correndo, tropeçou no cachorro e foi direto na caixa de força.


Padre: Que pena, morreu eletrocutado.

Zé: Não Padre, morreu depois d'eu dar dois tiros nele.


Padre: Filho, você matou o João?


Zé:

 

Uiiiiiii!!!

 

O fi-da-puta tava destruindo a minha

 

casa!!!...

 

 

 

 

Nota: Morreu de quê!!???? Muito boa.... gostei!

03
Out 09

Dinamarca, uma vergonha!

O mar tingido de vermenho, e não é devido aos efeitos climáticos da natureza!

 

Mas são efeitos... efeitos humanos... a crueldade com que os seres humanos (ser civilizado???) matam centenas dos famosos e inteligentíssimos Golfinhos Calderon.

 

Isso acontece ano após ano na Ilha Feroe na Dinamarca.

Deste massacre participam principalmente jovens.
Porquê?

Para demonstrar que estes mesmos jovens já chegaram a uma Idade Adulta, estão Maduros!!!

 

 

Em tal celebração, nada falta para a diversão
TODOS PARTICIPAM DE UMA MANEIRA OU DE OUTRA, matando ou vendo a crueldade "apoiando-a como espectador"
.

 

 

Cabe mencionar que o golfinho calderon, como quase todas as outras espécies de golfinhos, se aproxima do homem unicamente para interagir e brincar em gesto de pura amizade.

Eles não morrem instantâneamente, são cortados uma ou duas vezes com ganchos grossos. Nesse momento os golfinhos produzem um som estridente bem parecido ao choro de um recém-nascido.


 

Finalmente estes heróis da ilha, agora são adultos racionais e direitos, já demonstraram a sua maturidade.

 

 

Nota: Estou XOCADA! E a começar bem o sábado!!!! Acho melhor mesmo ir às compras!

 

Também no XptO

02
Jul 09

Inacreditavel... mas  como é possivel....

    ... mate-se lá, mas deixe-me primeiro colocar uns jornais para o sangue não sujar muito... se não depois eu e que tenho de limpar... rsrsrs

 

Participar

Participe no XptO

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Últ. comentários
Assim até eu ia fazer desentupimentos contente kkk...
LOL, assim vale a pena ser canalizador :Djá agora,...
Gostei nuito
Gostei nuito
Situações destas não são irreais, podem sempre cau...
Pesquisar
 
blogs SAPO